CLIQUE ABAIXO E ADQUIRA SEU EXEMPLAR

 
 

CHE TIEMPO GUARÉ

Sem se perder no lugar comum de muitos escritores, Nery apresenta suas origens, seus tempos e ansiedades, seguindo o pensamento de Leon Tolstoi que afirmava que “quem canta a sua aldeia, será universal”. Assim como Drummond cantou Itabira, João Cabral lamentou a terra seca de Pernambuco, Guimarães Rosa com suas estórias de Minas, Patativa expressou a lida dos homens de Assaré, Manoel de Barros com suas invencionices regionais, e Machado de Assis que dizia da cor do Rio de Janeiro, Nery, numa linguagem viva e emotiva, canta sua Amambai com todas as notas e dissonâncias, trazendo a nós o privilégio de contemplar esta sinfonia literária. Parafraseando a linguagem bíblica de Belém Efrata, Amambai, embora tão pequenina entre tantos povoados e cidades de Mato Grosso do Sul, é uma célula do universo; é o centro do mundo, e daí resultam a visão e o grande valor da obra do ilustre Desembargador. O autor relata com leveza e maestria histórias de “Cueras”, influências de Fronteira, saga das etnias indígenas como os Tekoha Guarani Kaiowa, crendices, bancos escolares, a Praça Central, esporte e cultura. Vale enaltecer a visão e o alto quilate de “ouro puro” dos bandeirantes da música do conjunto Oroitê. Buscavam romper os padrões existentes e estabelecer uma nova mentalidade com música de “compromisso com a qualidade, leveza, profundidade e pureza.” Esses desbravadores culturais verão nas gerações seguintes seus seguidores e se orgulharão de suas ousadias nos seus frutos. A homens como Nery da Costa Jr, aos seus pares citados no livro, e aos visionários que cantaram seu quintal e dali tiraram ensinamentos universais, estarão reservados os lauréis dos vencedores. Eles ainda levantam e tremulam a bandeira dos valores e das referências de suas origens, infância e juventude, seguindo o exemplo de resistência dos verdadeiros Maquis, que não se acovardaram contra as barbáries na Idade Média. Mas, com abnegação e coragem, conservaram e cultivaram as rosas nos conventos para comemorar os grandes feitos da humanidade. Saudações Pantaneiras! 

Grupo Acaba 

Canta-Dores do Pantanal

 

Para mais informações para adquirir o livro entre contato por WhatsApp

Viviane 067 99853-3036   

Didoneth 067 99632-2404.

Ou contate por e-mail: contato@chetiempoguare.com.br

 

CONTATO

 
  • Facebook

©2020 por Nery da Costa Jr.